Seja um seguidor deste blog. Que tal?

Central Blogs

Numeros de postagens e comentários

por Mega Fire M.F

Blogueiros e não blgueiros

Dia e horas

Seguidores

Pesquisar

quarta-feira, 21 de março de 2012

Um tapinha não doi? A favor ou contra.


Boa tarde amigos blogueiros e não blogueiros.
Foi-se o verão. Pelo menos a estação, pois o calor continua. Veio o outono. Outono: Bonita estação. Segunda estação do ano. Ela faz intemediação entre o calor do verão e o frio do inverno. Sendo assim o tempo fica agradável. Um dia de sol com vento. Que delicia! 
Mudando o roteiro um pouco. Ontem alguém me pediu para escrever algo sobre um determinado assunto. Assunto, por vezes, um pouco ou até bastante polemico. Isso, porque ela estava escrevendo para aula de redação e me pediu pra dar uma lida. Estava, ainda no inicio de sua dissertação, uma jovem de 16 anos. Qual o assunto? Vamos lá.
Temos uma lei que diz que os pais não podem dar "um tapinha" em seus filhos, em momento algum. Nem quando se é necessário. Que é uma violência em casa. Que os filhos podem denunciar os país por maus tratos. Lei igual, com alguns detalhes diferenciados, ao código da criança e do adolescente. Código , esse, que só serve para proteger o adolescente infrator e desproteger o adolescente que estuda e trabalha ou estuda ou trabalha. Que respeita o outro. Que paga para ter o que tem.
É adolescente infrator porque levou uns tapas dos pais, ficou de castigo por motivos diversos? Que motivos são esses? Por dizer não aos pais, quando os pais mandaram ou mandam fazer algo em beneficio dele  próprio ou da família. Por reclamar disso, daquilo e vir com o " não pedi pra nascer".  Com certeza não foi por isso. Os pais, de verdade, nunca querem o mal aos filhos. E dar palmadas sem machucar. Doer não é machucar. É por de castigo.
Vamos fazer leis descentes. Que tragam beneficios a toda a população e não apenas a alguns que nada fazem ou querem fazer só para si. Direitos para alguns... Deveres para o resto. Isso não pode mais. Fora às leis ridículas.Não somos um país autoritário para impor essas leis. Colocar filhos contra pais.

Escrito por mim 

3 comentários:

João Roque disse...

Eu quando era criança apanhei alguns e não me fizeram nada mal, antes pelo contrário...

Célia Rangel disse...

Um assunto e muitas vertentes. Para os que querem demagogia, deixam estar e não educam. Dialogar é educar. Leva muito mais tempo. Resolve. Bater é mais rápido. É agressão. Acha-se que se educa assim. Nem sempre resolve. Equilíbrio e bom senso resolve sempre. Educar pelo Medo, pelo Autoritarismo, são intransigências descabidas.
Abraço, Célia.

Anne Lieri disse...

Muito pertinente assunto e excelente texto!Esse tipo de lei deveria ser para pais que espancam os filhos, não sabem dialogar,são ignorantes de afeto!De fato, há coisas mais importantes a se fazer na educação desse pais!Bjs e boa semana!